No alvo da moda


cancer-de-mama-no-alvo-da-moda.jpgLevante a mão quem não teve uma das camisetas do câncer da mama no alvo da moda. Se você nunca usou a camiseta do IBCC, com certeza lembra de uma lenda urbana enviada por e-mail contando que o desodorante levava ao câncer ou outra coisa semelhante, porque o tema está no cotidiano. Passo eventualmente pelo IBCC no caminho para o escritório e penso na conscientização que esta campanha trouxe, ao mesmo tempo que reflito sobre os excessos que a medicina tem proposto.

Não bastasse o número de cirurgias plásticas estéticas e cirurgias bariátricas para emagrecer, descubro que calcula-se que 15% das mulheres com alto risco optam pela mastectomia profilática – isto segundo dados empíricos do mastologista do HC de SP Eduardo Vieira Motta. O número é bem expressivo, mas afeta somente uma parcela da população feminina, a que tem mutação nos genes BRCA 1 e 2. As mães de duas amigas minhas faleceram neste ano vítimas de metástases em decorrência de câncer de mama. Segundo estatísticas elas, que foram mães e amamentaram recentemente (o aleitamento materno reduz o risco), teriam 65% de chances de desenvolver a mesma doença, mas basta ser do sexo feminino e viver até os 80 anos para ter 10% de chance de desenvolver este tumor. Números tristes e preocupantes, que fazem as mulheres pensarem a sério nesta tendência americana, surgida na década de 1990 com a descoberta dos genes mutantes. Se você achou que o tema é muito feminino, pense nisto: mutações no gene BRCA1 predispõem a câncer de próstata (risco 3 vezes maior para seus portadores, em comparação com o risco populacional global) e câncer colo-retal (risco 4 vezes maior em comparação com o risco populacional global).

Anúncios

5 comentários

  1. Resolvi te trazer teu presente!!! Beijos meus

    DOCE TRISTE BLUES

    Toda a melancolia que acumulara na vida…
    transformou em um blues choroso só de ida…
    lembranças aflitas e sentidas…
    escapulian de seu saxofone em uma única melodia.
    os dedos enrugados tocavam com maestria…
    as notas suaves que se transformavam em uma única sinfonia…
    Aquela música que doía o coração de quem escutava…
    somente ele entendia…
    fez dela o soneto musicado que ninguém cantava…
    os cantores não podiam letra – la…
    era perfeita sozinha.
    Ele seguiu tocando a doce angústia da sua vida…
    que se fazia subentendida…
    pois assim a queria…
    E o blues mais triste do mundo…
    se realizou mentalmente e quase nulo…
    na cabeça do artista que tinha medo da falha em seus punhos.
    Lembro de vê – lo em um palco escuro…
    sob a luz azulada…
    aquela que cala…
    as alegrias encantadas.
    fechei os olhos e entendi…
    as notas brandas e profundas…
    retratavam as tristezas infinitas…
    de um artista que durante toda a vida…
    tocou o que nunca queria sentir…
    ….e a tristeza tornou – se parte da criação…
    e ele sua única inspiração.

    Curtir

  2. Sempre achei essa campanha aí inteligente pra caramba, até no dia que a camiseta virou fashion e vi garotas usando sem sequer entender o objetivo da campanha… sei não, acho que perdeu eficácia com o tempo, afinal, é uma campanha já antiga, para os padrões da publicidade e do marketing.

    Curtir

  3. Bem oportuno o post. Eu, pra ser sincera, nunca tive camiseta do IBCC. Acho que por causa do que o Fábio Max falou: acabou virando moda e muita gente só usava por achar bonito, sem pensar no motivo daquilo tudo. Pior ainda quando fiquei sabendo que estavam falsificando as camisetas!!! Que absurdo! Até isso??!

    Em casa sempre ajudamos instituições que tratam doentes com câncer, como o Hospital Erasto Gaertner, em Curitiba.

    Uma vez li na Veja uma reportagem sobre câncer, onde mostrava mulheres que tinham optado pela mastectomia profilática. Achei um horror. Hoje sei que, se fosse esse o meu caso, eu (acho) que também faria. Só quem passa pelo sofrimento de perder alguém pro câncer sabe o que é isso…

    Curtir

  4. Parabéns pelo texto.
    Te deixei um desafio lá no meu blog. se quiseres participar…Beijos,Aline

    Já visitei e vou pensar nisto nas minhas férias que começam amanhã… estou maluca de tanta coisa para fazer. Mas agradeço por lembrar de mim!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s