Turn, turn, turn

Quero transcrever um trecho bíblico hoje para a blogagem coletiva de Natal, mas não vou citar o salmo 23 do post anterior, cujo texto curto e simples é tão repetido – na maioria das vezes sem a verdadeira compreensão da promessa que se faz a Deus ao repetir suas palavras.

Deixo a seguir um dos meus trechos favoritos, de Eclesiastes 3, 1-8. Percebam que Salomão, filho do salmista David, é rei num momento diferente de seu pai e suas preocupações como autor são outras, tanto quando o momento de seu povo. Mas a mensagem é a mesma.

O vídeo do you tube tem The Byrds em Turn, turn, turn, música que conheci na trilha sonora de Forrest Gump e foi feita com base nas palavras bíblicas a seguir. Percebam que escolhi um trecho que fala de aceitação do tempo de cada um e do tempo de Deus, porque acredito que a aceitação do outro e de suas escolhas -quaisquer que sejam- é a maior lição que devemos nos esforçar para realizar em vida, é o verdadeiro amor. Muitos vão ler minhas palavras hoje na blogagem e não me aceitarão, talvez nunca mais voltem ao meu blog, mas quem voltar o fará porque, de todo coração, me aceitou. Se você é um deles, sabe que não me importa se o nome da sua festa de fim de ano é Natal, Hanuka, Yule ou O-bon, desde que você a viva com o coração sincero e também respeite o nome que eu dou às minhas festas também. 😉

Tudo neste mundo tem seu tempo;
cada coisa tem sua ocasião.

Há um tempo de nascer e tempo de morrer;
tempo de plantar e tempo de arrancar;
tempo de matar e tempo de curar;
tempo de derrubar e tempo de construir.

Há tempo de ficar triste e tempo de se alegrar;
tempo de chorar e tempo de dançar;
tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las;
tempo de abraçar e tempo de afastar.

Há tempo de procurar e tempo de perder;
tempo de economizar e tempo de desperdiçar;
tempo de rasgar e tempo de remendar;
tempo de ficar calado e tempo de falar.

Há tempo de amar e tempo de odiar;
tempo de guerra e tempo de paz.

P.S. A bíblia que eu uso é uma edição em francês, foi presente do meu Amor na minha formatura do curso, em 1992. Para quem entende o idioma, indico que leia em voz alta este trecho em francês, soa lindo e fala ao coração. (Para quem quiser também, o Salmo 23 está aqui)

Reblog this post [with Zemanta]

 

Anúncios

9 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s